O dia de ontem despontou sombrio e chuvoso e, consequentemente, nada convidativo para a prática de desporto ao ar livre e ainda menos adequado a um duatlo BTT. Mas reza o ditado que quem corre por gosto não cansa, e lá fomos na carrinha disponibilizada pelo SCBM rumo a Vila Nova de Paiva para participar no I ECO-DUATLO BTT.


Foto de família antes da prova
Da esq para direita: Jordão Alves, José Gonçalves (aka Mister), Marcos Martinez, Jorge Pato, Nuno Tróia, Raul Matos, Carlos Rocha, Miguel Lopes, Luís Santos e Miguel Pato

Talvez por decorrer nesse mesmo dia o triatlo de Abrantes, esta prova não contou com mais de quatro dezenas de inscritos, mas, ainda assim, de registar que o nível competitivo foi elevado, muito por culpa da réplica dada pelo Clube de Triatlo de Perosinho que fez deslocar a esta prova alguns dos seus atletas. Contas finais, o SCBM foi primeiro relegando aquele clube do norte para a segunda posição a escassos 45 s.

Mas voltemos à prova propriamente dita. O primeiro segmento de corrida compunha-se de duas voltas pelas ruas da vila num "sobe-e-desce" que não é lá muito do meu agrado. Ainda assim, tentei seguir na cabeça do grupo de modo a não perder muito tempo para os atletas mais fortes neste segmento.

1º segmento de corrida

A 1ª transição (corrida/BTT) correu bem melhor que habitualmente pese embora o facto de ainda não ter "kitado" as sapatilhas com os elásticos e fechos que permitem um calçar/descalçar mais célere.

Saída para o BTT

Comparativamente a Cantanhede, senti-me bem mais confortável (e forte!!!) em cima da bike ; isto deveu-se provavelmente ao facto deste percurso ser menos exigente física e tecnicamente mas é seguramente também já fruto dos muitos kms de estrada que tenho feito na nova "montada". De tal forma me senti bem que, na companhia do Carlos, fomos conquistando sucessivamente posições até chegar à liderança da prova na entrada para o PT.

Na cabeça da corrida

A 2ª transição (BTT/corrida) correu relativamente bem e consegui sair, juntamente com o Carlos Rocha, na frente da prova. Porém, no final da zona de descida, o "turbo" começou a perder pressão, o termostato rebentou e foi ver passar, impotente, três atletas entre os quais, para meu gáudio, o colega de equipa. No último quilómetro, consciente de que já não conseguia chegar à frente mas que também não seria alcançado por ninguém vindo de trás, geri o esforço e concluí a prova no 4º posto com o tempo final de 00:59:02 a escassos 40 s do primeiro que, vim mais tarde a saber, tem um registo fabuloso à meia-maratona o que atesta a sua enorme qualidade na corrida.

Finish Line

De destacar o brilhante 2º lugar do Carlos Rocha conseguido ao sprint mesmo em cima da meta e a boa prestação de todos os atletas do SCBM (e não só!!!) que contribuíram, no espírito salutar de camaradagem que já é nosso apanágio, para animar esta tão pouco participada prova.


O pódio individual


O pódio colectivo com o 1º lugar para o SCBM
(eu e o Zé Gonçalves não somos a 3ª equipa; simplesmente não cabíamos no 1º lugar do pódio!!!)

Classificações podem ser vistas aqui
Mais fotos aqui
Outros relatos no blogue do Triatlo do SCBM, no blogue do Miguel Lopes e no blogue do Jordão

Comments (5)

On June 30, 2009 at 3:31 PM , Alien said...

Ena Ena!! Já andamos a ficar em 4º lugar!! Ena Ena!!

Fico contente que as mudas de roupa de uma estação para outra já sejam mais eficazes e apraz-me que a nova montada esteja a dar resultados satisfatórios. As montadas no inicio não são de confiar porque um tipo nunca sabe como elas reagem numa primeira fase mas depois de se apanhar o jeito da montada ninguem nos para. Faz lembrar um gajo que eu conheço que no fim de um treino disse para a montada "dá o jeito c***" e assim que a montada deu o jeito foi sempre a aviar.

Muitos parabens por essa fantástica classificação e que a nova montada tenha vindo para ficar porque se há coisa que um desportista deve evitar é andar todas as semanas a mudar de montada. Ou se muda de montada durante as férias ou então mantem-se a mesma montada até ao fim da época para não criar má postura em cima da montada.

 
On June 30, 2009 at 4:45 PM , Guy de Maupassant said...

Bela dissertação sobre o equívoco conceito de "montada"!!!

O nome "José Figueiredo", associado às lides atléticas, diz-te alguma coisa?

 
On June 30, 2009 at 6:44 PM , Diego da Costa said...

Parabéns pela excelente prova.

Abraços!!!

 
On June 30, 2009 at 9:59 PM , Alien said...

Nunca ouvi falar mas prometo estar atento a partir de agora.

bj

 
On July 2, 2009 at 9:22 AM , Anonymous said...

Muito voa prova, acho que tens mesmo de resolver o mais rápido possível esse "queimar" da unta do motor!! acho que isso é tudo psicológico. Mesmo assim estives-te muito bem, parabéns e aparece logo! Rui Ferreira.