Comecemos pelo fim. Vigésimo lugar da geral individual num duatlo sprint (4,800+19,200+2,400) com 1:02:16 não é propriamente um resultado de que me orgulhe particularmente. Salvou-se a honra do convento, ao contribuir para mais um terceiro lugar colectivo do SCBM, o segundo em duas provas seguidas (depois do exigente triatlo da Raiva), e, não fora a minha fraca prestação individual, teríamos conseguido mesmo alcançar o 2º colectivo já que apenas 1:27 min. nos separou do ACR Ribeira que, espanto geral, fechou a equipa com um V5!!!

Agora que analiso a questão mais friamente, o meu relativo insucesso pessoal deveu-se basicamente aos seguintes factores (por ordem decrescente de importância):

1º falta de descanso (contra o conselho do Mister José Miguel, na sexta-feira anterior fiz um exigente treino de ciclismo - 60 kms com algumas subidas e a 33 de média em solitário);

2º transições lentas e demoradas (o eterno problema, a rever);

3º o muito calor que se fez sentir durante a prova;

4º pequeno engano no percurso de ciclismo.

Tudo isto ter-me-á custado preciosos segundos e o objectivo de completar abaixo da hora gorado.

Mas nada de desânimos e estou já a apontar baterias para a minha estreia na Maratona em Novembro.

Uma palavra de admiração pelas prestações de todos os colegas de equipa (Jorge, Jordão, José - este último que nos "atura" semanalmente, e que é o responsável pela nossa grande melhoria no segmento de corrida, com um brilhante 2º lugar na categoria V1) e também pela não menos surpreendente performance do agora galináceo Miguel Lopes (melhorou muito o ciclismo com a bike nova) e do Luís (amigo do Jordão) que, ao que sei, alinhará já na próxima época nas fileiras da secção de triatlo do SCBM contribuindo para fortalecer o já consistente colectivo.

Brevemente conto postar aqui algumas fotos desta competição.

Comments (8)

On August 31, 2009 at 2:58 PM , Guy de Maupassant said...


Ah, a propósito, lembram-se do inglês com aquela Pinarello Ironmen?

Mandei-lhe um email ontem:


Hi Garry,

I saw you running/riding in Viseu today cause I was also taking part on that Duathlon. Even before the race when I saw your Pinnarelo bike (or should I say jet plane?) I commented with one of my teammates that such bike wasn't legal in a sprint duathlon such as this one. I just saw the results and noticed that you were disqualified most probably because of that, I guess. Were you aware of such restriction even before the race start? Anyhow, you did great and if you weren't disqualified you had ended up in the top 10 overall and 2nd in your AG!!!

By the way, I was having a look at your training camp site and found it very interesting and perhaps will pay you a visit soon.

I'm also sending you the results which aren't yet online (there's some kind of problem with the Federation web page).

In case you're curious about who I am, I did a lousy race and ended up in 20th overall. Nevertheless, helped my team (SCBM) reaching 3rd place!!!

Looking forward to see you in further races.

Regards
Raul Matos
http://www.onewingedhorse.blogspot.com/


ao que este, simpaticamente, respondeu:


Morning Raul,
thankyou for email,when I went to the race Ididnt know about the rules about the bike, in England all our duathlon are none Drafting so my bikes ok thats what every one rides, that kind of bike, only in the elite races you can draft, they let me race but would not be offical, but I still enjoyed it, as every one was very nice.I have not done a duathlon for nearly a year as I havnt done much running, but I will start this week,to get my running up to speed.well done on your race and you team, it would be great to see you, also if you here of any races please let me know
great to speak to you,
Gary

 
On September 1, 2009 at 1:55 PM , Quique said...

É muito importante para chegar bem descansado em uma competição, certamente teria ganho alguns segundos e seus sentimentos ter sido melhor.

Humor e por essa maratona em novembro ... vamos ver essas fotos.

Uma saudação
Quique

 
On September 2, 2009 at 2:00 PM , *flor* said...

Olá

Antes demais obrigado pelas correcções! Gosto que me corrijam quando estou errada, é uma forma de aprender! =)

Em relação ao seu "insucesso pessoal" como disse... bem, todos os desportistas têm dias menos bons pelas mais variadas razões e referiu 4 mais que válidas! Na próxima terá uma melhor prestação, pelo menos como desportista é isso que penso e é para isso que trabalho quando as minhas expectativas não foram anteriormente conseguidas.

Beijo e bons treinos ^^ *

 
On September 2, 2009 at 6:00 PM , Guy de Maupassant said...


Flor,

Obrigado pela visita!!!

Volte sempre!!!

Beijo
RM

 
On September 3, 2009 at 11:57 PM , joaquim adelino said...

Olá.
Ainda assim valorizo sempre o esforço que cada um desenvolve em defesa de uma causa, quer pessoal quer colectiva. O resultado final ás vezes não tem nada a ver com a boa ou a má forma, acontece.
O que interessa é a disponibilidade pessoal, a dedicação e o gosto por aquilo que se faz e eu já vi que o meu amigo tem isso tudo.
Obrigado pelas palavrassimpáticas que tem deixado no meu blog.
Abraço.

 
On September 6, 2009 at 8:52 PM , Alien said...
This comment has been removed by the author.
 
On September 6, 2009 at 8:53 PM , Alien said...

Olá caro vizinho guy matos.
(um nome um bocado panisgão, diga-se de passagem)

Vou-te contar um momento fascinante que se passou comigo hoje. Como bem sabes, sempre que o calendário atlético me permite efectuar uma perninha ciclista aos domingos de manhã, não hesito e lá vou eu na minha máquina a pedal adquirida a preço de ocasião. Os meus pais preferiam que eu fosse à missa mas acho que aquilo é sitio onde não se aprende nada, enquanto nos passeios de bike sempre dá para ficar a conhecer os pontos quentes e as metas volantes que merecem a nossa atenção, nomeadamente os melhores tascos e tabernas da região, onde se pode parar para abastecer o bidon (ou garrafa plástica como diria Marco Chagas) com isostar, powerade ou tinto vinicola do bom.

Acontece que hoje saí de casa pela fresquinha, à hora em que a maior parte dos romeiros do São Paio se deviam estar a deitar, e decidi rumar até à pateira de Fermentelos para verificar "in loco" a praga de jacintos que por lá caminham sobre as águas, quais Jesus Cristo Redentores.

Quando passava ali na zona vinicola ultra demarcada de Alquerubim, rolava a uma velocidade estonteante estimada em mais ou menos, 28/30 km/h, o que já não é de envergonhar para um saloio de domingo dono de uma bike de BTT que custa para aí 1/10 do que as grandes máquinas velocipédicas que vemos rolar por aí.

E é então que ali na zona de Pinheiro (que deve ser o nome mais comum em localidades portuguesas) ao ultrapassar um ciclista profissional-amador montado em bicicleta de estrada, fui brindado com um insulto por parte do agente ultrapassado. Mas não foi um insulto qualquer, como diria alguém que agora não me lembro do nome. Foi um insulto mesmo para me arrasar, um insulto como há muito não recebia. Foi-me dito pelo individuo: Ó PIÇO!! NESSA BICICLETA DE CICLOCROSSE NÃO FAZES NEM 100 KM!!!

É um insulto tão fora do comum e cómico que nem sei por onde começar. Em 1º lugar fiquei estupefacto perante tão grave acusação, ainda para mais vinda de um "colega" de estrada. É pá, se fosse de um motoqueiro ou até mesmo de um idoso movido a "papa-reformas" ainda se compreendia, mas vindo de um "parceiro" de estrada? E isto aconteceu mesmo no meio da povoação, perante diversas testemunhas oculares e auditivas, que certamente devem ter pensado que eu acabava de roubar o farolim do individuo ou algo parecido.

Bem, costumo guardar respeito por todos os "maluquinhos" desportistas que tal como eu se levantam da cama a um domingo de manhã para ir fazer o desporto preferido, quando o normal até seria ficar nas mantas até ao meio-dia junto da esposa (ou do esposo, conforme a orientação do selim de cada um). Mas para este "profissional" das 2 rodas sem motor abro uma excepção porque a criatura é um perfeito idiota ambulante. Compreendo que ele não tenha gostado de ser ultrapassado por um sujeito montado numa bike de custos controlados e equipado com calções de praia, t-shirt de grande prémio de atletismo, sem capacete e sapatilhas velhas sem atacadores, mas insultar assim dessa maneira grotesca a minha menina de 2 rodas, isso eu não admito!!

BICICLETA DE CICLOCROSSE!!??

A minha bicicleta é uma bicicleta COMUM, tal como a gripe do Ronaldo que também é comum. Catalogar a minha bicicleta de "ciclocrosse" é meter-lhe um rótulo que ela não merece e eu nem gosto de palavras feias. Faz lembrar o cardiofrequencimetro do outro de Canelas.

 
On September 6, 2009 at 8:53 PM , Alien said...

Outra coisa que descobri graças a este original insulto é que afinal parece que as categorias das bikes medem-se consoante a sua capacidade para fazer 100 km, ou não. A gente chega à loja e conforme o orçamento disponivel, compramos uma bike das boas que faça para cima de 100 km, ou então é melhor ficar por uma bike que faça menos de 100 km. Assim daquelas que chegam aos 90 km e recusam-se a continuar o percurso. Eu, pessoalmente, nunca vi nenhuma bike a fazer 100 km, nem a do Paulinho no Tour. Que eu saiba quem faz os 100 km são as pernas do ciclista e não a bicicleta. A bicicleta ajuda, claro, mas acho que nesta espécie de ciclista que me insultou, nem a TREK do Armstrong faria milagres!!




Eu não tenho culpa que o triste não consiga levantar cu do selim (ou será tirar o selim do cu?) e ande nas estradas portuguesas a empatar a vida aos restantes ciclistas que mais não querem do que efectuar um percurso livre de obstáculos e empecilhos. Enfim, acredito que este tipo seja uma excepção no companheirismo que existe no ciclismo, praticantes de triatlo e duatlo, cicloturistas, etc, mas tal como no atletismo, também deve haver aí no “teu” duatlo assim uns cromos dignos de figurar na caderneta da panini. É que este nem era bem um cromo. Era mesmo um ASNO sobre 2 rodas. Mas atenção!! Um asno profissional!! E a sorte dele foi eu seguir caminho e não me chamar pato marreco senão nem quero imaginar onde é que a bicicleta dele iria parar.